O efeito benéfico da acupuntura no alívio da dismenorréia (cólicas menstruais) é a principal indicação nos distúrbios ginecológicos. A acupuntura regula a motilidade do útero, facilita a descarga menstrual e alivia a dor.

A acupuntura é útil para pacientes com problemas menstruais como a síndrome pré-menstrual SPM ou tensão pré-menstrual TPM, caracterizada por alterações de humor cíclicas e é uma condição comum em mulheres em idade fértil. Em um estudo controlado, pacientes tiveram alívio de sintomas e não houve recorrência nos seis meses de acompanhamento.

A acupuntura foi relatada como sendo eficaz no tratamento de problemas para engravidar e a infertilidade feminina e pesquisas indicam que a acupuntura elétrica normaliza a secreção de determinados hormônios, tais como gonadotropina (secretados pela glândula pituitária), luteinizante (atua na secreção da progesterona) e estradiol (principal hormônio produzido pelo folículo ovariano e essencial para o controle do ciclo ovulatório).

A acupuntura no tratamento da infertilidade feminina devido a obstrução inflamatória das trompas de falópio, supera a terapia convencional com injeção intra-uterino de gentamicina, quimotripsina e dexametasona.

No início da gravidez, a eficácia da acupuntura no Neiguan (PC6) tem sido repetidamente relatada na prevenção e tratamento da doença da manhã, como ânsia, enjoo e vômito.

A acupuntura em mulheres grávidas deve ser evitada no abdômen e na região lombo-sacra, bem como em pontos como Hegu (LI4), Sanyinjiao (SP6) e Zhiyin (BL67), que podem causar aborto. No entanto, nos casos de gravidez prolongada, induz o trabalho de parto e o efeito é comparável com o de oxitocina por gotejamento intravenoso. Estímulo nos pontos Zhiyin (BL67) ou zúlínqí (GB41), foram usados para corrigir posição fetal anormal nos últimos três meses de gravidez.

A acupuntura estimula a secreção de leite depois do parto e pode ser utilizado para tratar lactação deficiente devido à labilidade mental ou depressão. Tem sido observado que acupuntura eleva o nível de secreção da prolactina no sangue em mulheres com deficiência de leite após o parto. A acupuntura resultou em uma melhora estatisticamente significante nos resultados de problemas de pele e inflamações nas mamas (mastite).

Estudo sugere que a acupuntura reduz a intensidade e frequência das ondas de calor (climatério) em mulheres na menopausa, um dos sintomas mais incômodos e prejudiciais causados pela diminuição de estrogênio. Outros sintomas são suores noturnos, insônia, fadiga, alterações de humor, perda de memória, secura vaginal, dores de cabeça, dor nas articulações e ganho de peso.

Benefícios da Acupuntura na Micção, Distúrbios Urogenitais e Sexuais

Clique aqui para acessar o conteúdo de problemas de libido e impotência.

Ginecologia e Obstetrícia: distúrbios ginecológicos, distúrbios obstétricos, dismenorréia (cólica menstrual), síndrome pré-menstrual (SPM), tensão pré-menstrual (TPM), infertilidade feminina, obstrução inflamatória das trompas de falópio, indução de trabalho de parto por gravidez prolongada, lactação deficiente (estimular a secreção de leite pós-parto), menopausa, mastite, inflamação na mama, síndrome de Stein-Leventhal (síndrome de ovários policísticos).

Please reload

Posts Relacionados

A Acupuntura Me Ajudou a Aliviar o Estresse

10 Sep 2019

1/13
Please reload

Ligue já:   
11 5523-7350
11 94147-3803
Posts Em Destaque

A Acupuntura Me Ajudou a Aliviar o Estresse

September 10, 2019

1/10
Please reload