Confirmado o Alívio da Fibromialgia Através da Acupuntura Até Um Ano Após o Tratamento


A acupuntura é uma modalidade de tratamento eficaz para o alívio da fibromialgia. Pesquisadores do Departamento de Medicina Física e Reabilitação da Universidade de Ataturk concluem que a acupuntura melhora dois marcadores bioquímicos e resultados clínicos para pacientes com fibromialgia. Medidas objetivas mostram que a acupuntura aumenta os níveis séricos de serotonina enquanto reduz simultaneamente os níveis da substância P. Os pesquisadores documentam melhorias subjetivas duradouras, incluindo menos dor, fadiga e ansiedade. [i]


A Fibromialgia é uma doença devastadora que atinge cada vez mais pessoas, sobretudo mulheres. Os transtornos psíquicos são, por vezes, tão fortes que se chegou a pensar trata-se duma doença do foro psiquiátrico, que originava uma “exteriorização” do sofrimento psíquico sob a forma de dores musculares. A medicina convencional tem poucas respostas para esta doença e a maioria delas possuem efeitos secundários sérios.


Para a Medicina Tradicional Chinesa, a Fibromialgia é um bloqueio do Yang; a experiência do Centro de Terapias Chinesas é de que a solução é simples, os métodos são seguros e rápidos e tratam e melhoram a qualidade de vida dos pacientes com melhoras quase imediatas.

A fibromialgia é uma condição crônica com uma variedade de sintomas, incluindo dor generalizada, problemas de sono, fadiga e dificuldades cognitivas. A fibromialgia é freqüentemente comórbida com depressão e ansiedade. O mecanismo exato da doença não foi totalmente identificado na medicina alopática e hospitalar, mas acredita-se que a serotonina e a substância P desempenhem um papel importante.

A serotonina é um neurotransmissor envolvido com humor, sono, comportamento sexual e regulação da dor. Pesquisas independentes confirmam que pacientes com fibromialgia apresentam níveis séricos mais baixos de serotonina em comparação com indivíduos saudáveis. A substância P é um neuropeptídeo envolvido na sensibilidade à dor, depressão e inflamação neurogênica periférica. [ii] Níveis excessivos de substância P podem desempenhar um papel na patologia da fibromialgia, especialmente porque a substância P tem um papel ativo na percepção da dor.

O estudo mede os níveis desses dois marcadores bioquímicos, juntamente com vários parâmetros clínicos, antes e após o tratamento com acupuntura. Um total de 75 participantes do sexo feminino foram recrutadas para o estudo. Os critérios de exclusão incluíram o uso de anti-inflamatórios não esteróides, inibidores seletivos da recaptação de serotonina, antidepressivos tricíclicos e outros antidepressivos nos últimos 15 dias. Aqueles que fumaram tabaco, sofreram diátese hemorrágica ou tiveram outras condições dolorosas além da fibromialgia também foram excluídos.

Os pacientes foram randomizados em três grupos; acupuntura, acupuntura falsa e acupuntura simulada. Todos os três grupos foram semelhantes em termos de idade média e índice de massa corporal. A duração média da doença foi de 4,44 anos, 3,94 anos e 5,09 anos, respectivamente. Os seguintes pontos de acupuntura foram selecionados para o estudo:

  • Dazhui (GV14)

  • Jianzhongshu (SI15)

  • Hegu (LI4)

  • Quchi (LI11)

  • Shenmen (HT7)

  • Neiguan (PC6)

  • Qihai (CV6)

  • Taichong (LV3)

  • Zusanli (ST36)

  • Sanyinjiao (SP6)

Os pontos foram agulhados bilateralmente usando agulhas de acupuntura filiforme de aço inoxidável estéril de 0,25 × 25 mm. As agulhas foram retidas por 30 minutos por sessão de acupuntura, sem manipulação manual durante a retenção da agulha.

O grupo de acupuntura falsa foi incluído para atuar como controle e identificar os efeitos fisiológicos da inserção de agulhas na pele em pontos que não são de acupuntura. Os pontos falsa foram selecionados dentro de um raio aproximado de 1 a 2 cm dos pontos de acupuntura verdadeiros usados no grupo de estudo de acupuntura. Estes foram identificados usando um detector de ponto de acupuntura eletrônico para encontrar áreas com um sinal mais fraco em comparação com os pontos de acupuntura genuínos.

O grupo de acupuntura simulada foi incluído como controle e para identificar os efeitos psicológicos do tratamento com acupuntura. Pequenas bandagens adesivas redondas foram aplicadas nos mesmos pontos que os utilizados no grupo de acupuntura. Agulhas pequenas (0,25 x 15 mm) foram inseridas superficialmente nas bandagens, mas não foram permitidas a penetração na pele.

Os três grupos foram cegados usando uma tela hospitalar dobrável de três seções com a parte inferior de uma das seções destacadas, permitindo que a tela fosse enrolada. Um sofá de tratamento foi empurrado para este espaço e, com o paciente em posição, a tela caiu sobre a área do pescoço para bloquear a visão. As agulhas de Dazhui e Jianzhongshu foram inseridas primeiro, com os pacientes sentados. Os pacientes foram solicitados a reclinar em decúbito dorsal, descansando com segurança no espaço entre as seções dobráveis da cabeça e do corpo do sofá enquanto as agulhas restantes foram inseridas. Para todos os três grupos, o tratamento foi administrado duas vezes por semana, durante um total de quatro semanas.

Resultados

Os níveis séricos de serotonina e substância P foram monitorados antes e após os tratamentos usando um kit de imunoensaio enzimático, juntamente com vários outros parâmetros clínicos. Uma escala visual analógica (EVA) foi usada para medir a dor generalizada. O Questionário de Impacto da Fibromialgia (FIQ) foi usado para medir o status do trabalho, depressão, ansiedade, cansaço matinal, dor, rigidez, fadiga e bem-estar. O Perfil de Saúde de Nottingham (NHP) foi usado para medir a qualidade de vida, incluindo dor, energia, mobilidade física, reações emocionais, isolamento social e sono. Finalmente, o Inventário de Depressão de Beck (BDI) foi usado para medir um total de 21 itens diferentes, incluindo humor, retraimento social, insônia e fadiga. O número de pontos sensíveis (NTP) para cada paciente também foi levado em consideração. Todos os parâmetros foram medidos no início e após o tratamento.

Os pacientes do grupo de acupuntura experimentaram melhorias significativas na EVA (p <0,001), FIQ (p <0,001), BDI (p <0,001), NTP (p <0,001) e alguns aspectos do NHP após o tratamento. A maioria dessas melhorias continuou nos três meses seguintes. Os pacientes no grupo de acupuntura falsa experimentaram melhorias significativas na EVA (p <0,01), FIQ (p <0,05), BDI (p <0,01) e NTP (p = 0,001) após o tratamento.

No entanto, apenas as melhorias no FIQ e NTP continuaram nos três meses seguintes. Os pacientes do grupo de acupuntura simulada experimentaram melhorias significativas na EVA (p = 0,001), BDI (p <0,01) e NTP (p = 0,01), mas essas melhorias foram descontinuadas nos três meses seguintes.

Esses achados indicam que a acupuntura falsa e a acupuntura simulada fornecem um efeito placebo a curto prazo, mas não fornecem resultados a longo prazo. A acupuntura verdadeira produziu maiores resultados a curto prazo e também resultados positivos a longo prazo para os pacientes. Isso indica que a ação eficaz da acupuntura verdadeira não se deve ao efeito placebo.

Os níveis séricos de serotonina aumentaram significativamente nos grupos de acupuntura e acupuntura falsa (p <0,001 ep <0,01, respectivamente), com o aumento no grupo de acupuntura sendo significativamente maior que a acupuntura simulada e falsa (p <0,01). Os níveis séricos da substância P diminuíram significativamente no grupo de acupuntura (p = 0,001). Não houve alterações significativas na substância P sérica no grupo falsa, e houve um aumento significativo (p = 0,001) no grupo simulado.

Este estudo sugere que a acupuntura é um tratamento eficaz para pacientes com fibromialgia, com a capacidade de melhorar uma ampla variedade de sintomas, aumentar os níveis séricos de serotonina e reduzir os níveis séricos de substância P. O tratamento de acupuntura genuíno é superior à acupuntura simulada ou falsa, com melhorias nos sintomas que duram vários meses após a conclusão de todos os tratamentos. Entre em contato com o seu acupunturista licenciado local para saber mais.


Fibromialgia no Brasil: saiba mais sobre a doença silenciosa que causa dores por todo o corpo

Além dos tratamentos convencionais, SUS oferece terapias que ajudam a minimizar os efeitos colaterais da doença, trazendo mais qualidade de vida ao paciente

No Brasil, a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) calcula que a fibromialgia afeta cerca de 3% da população. A origem da doença ainda não é totalmente conhecida. A fibromialgia acomete mais as mulheres na faixa etária de 30 a 55 anos, mas existem alguns casos em pessoas mais velhas, crianças e adolescentes. Por isso, a sociedade alerta para a importância de os pais observarem sintomas como dor desproporcional a lesões ou excesso de fadiga.


Por estar relacionada com casos de depressão, muitas vezes a fibromialgia é vista como um transtorno psicológico. “Como boa parte dos pacientes sofre muito porque tem dor crônica, eles acabam sendo imputados como doentes psicológicos, o que não é verdade. Eles sentem dor mesmo”, reforça o reumatologista e coordenador da Comissão de Dor, Fibromialgia e outras Síndromes de Partes Moles, da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), José Eduardo Martinez.

Apesar de nem todos os pacientes com fibromialgia apresentarem variação de humor, o médico destaca a existência de uma relação entre as doenças. “A dor crônica leva à depressão e a depressão leva à dor crônica. Hoje a gente considera a depressão como fator agravante de quem tem fibromialgia”, explica o reumatologista.

Diagnóstico

O profissional irá realizar um exame no qual deve se manifestar dor em ao menos 11 dos 18 locais esperados de pontos musculares dolorosos. Antes de dar o diagnóstico de fibromialgia, o médico irá excluir outras condições clínicas, como doenças reumáticas e distúrbios primários do sono.

Tratamento

Em relação a medicamentos, o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) de Dor Crônica indica o uso de relaxantes musculares apenas por curtos períodos de tempo. Em geral, a doença é tratada com o uso de antidepressivos. A prática de atividades físicas é outra aliada no tratamento da fibromialgia.

Além disso, com a publicação da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, foram institucionalizadas no Sistema Único de Saúde (SUS) a homeopatia, as plantas medicinais e os fitoterápicos, a medicina tradicional chinesa/ acupuntura, a medicina antroposófica e o termalismo social-crenoterapia. Essas terapias, associadas aos tratamentos convencionais, ajudam a minimizar os efeitos colaterais, trazendo mais qualidade de vida ao paciente durante o tratamento e ajudando-o a apresentar resultados positivos.

A estratégia para o tratamento ideal da dor crônica é uma abordagem multidisciplinar com a combinação de modalidades de tratamentos não farmacológico e farmacológico. O tratamento deve ser elaborado, em discussão com o paciente, de acordo com a intensidade da sua dor, funcionalidade e suas características, sendo importante também levar em consideração as questões biopsicossociais e culturais.

Resultados Surpreendentes Descobertos na Europa

Num importante estudo efetuado na Suíça, durante os anos 90 (1), um grupo de cerca de 35 pacientes melhorou muito em todos os critérios de diagnóstico (exceto na rigidez muscular matinal), com alguns pacientes – cerca de um quarto – tendo obtido melhorias espetaculares, com o desaparecimento quase completo da dor. Os autores concluíram que a acupuntura é eficiente e superior aos analgésicos comuns no controle da fibromialgia.

A MTC possui ótimos tratamentos para a fibromialgia, com resultados surpreendentes. Aliás, existem coincidências curiosas nos tratamentos: assim, por exemplo, os chamados “tender points” são locais onde a dor da fibromialgia se declara, e para o paciente ser diagnosticado é preciso que sinta dor em, pelo menos, 11 dos 18 pontos. Estes 18 pontos correspondem a pontos de acupuntura, o que permite um diagnóstico para o acupunturista, pelos pontos afetados é possível ver o tipo de tratamento a efetuar e o tipo específico de patologia que o paciente sofre, à luz da MTC. Para a MTC, a fibromialgia pertence ao grande grupo das doenças reumáticas e tem características próprias: piora com o frio, dores com contraturas e, geralmente, não é acompanhada de inflamação. A fibromialgia, do ponto de vista da MTC, está ligada a uma fraqueza na energia do Fígado, o que explica o agravamento dos sintomas na primavera (ligada aos processos do Fígado, na MTC), além da síndrome do frio. A fibromialgia inscreve-se, como dissemos, na categoria das doenças reumáticas, que a MTC trata geralmente com grande sucesso: lúpus, artrite reumatoide, síndrome de fadiga crônica, entre outras.

Métodos comprovados de tratamento

Os tratamentos são diversos, mas incluem o aquecimento das áreas afetadas com moxabustão – muitas vezes os mesmos “tender points” que a medicina convencional descreve, e que correspondem a pontos de acupuntura – introduzindo calor que irá combater o frio que se instalou no paciente. De igual modo, podem ser estimulados por acupuntura os pontos que tonificam o organismo, o fígado, e através de eletro-acupuntura pode ser eliminada a dor em certas zonas. Estes tratamentos específicos são acompanhados por tratamentos sintomáticos, que melhoram dramaticamente a vida do paciente no dia-a-dia: eliminar as dores de cabeça, os sintomas depressivos, o estresse – que parece estar na origem do agravamento das dores. Finalmente, são feitos tratamentos preventivos que passam por tonificar e aquecer o interior do corpo e estimular as energias defensivas.

Caso de sucesso

Maria de Lurdes, de 59 anos, residente em Alcochete, veio ao CTC com um diagnóstico de fibromialgia, com dores muito fortes, que a impossibilitavam de fazer uma vida normal. “Entrar num automóvel era um suplício, e andar de transportes públicos era impensável!”. Quando iniciou os tratamentos, era quase impossível tocar-lhe devido às dores. Mas ao quarto tratamento – uma combinação de acupuntura e ventosas – a melhoria era substancial; e por altura do sexto tratamento as dores tinham desaparecido quase completamente, permitindo-lhe fazer uma vida normal. “Só quem passou estas dores é que percebe o alívio que eu sinto”. Neste momento, continua a fazer tratamentos de manutenção, e a tratar uma tendinite no ombro direito.

Acupuntura Individualizada Melhora a Fibromialgia Até Um ano Após o Tratamento

Em um estudo realizado na Espanha, a utilização de acupuntura em um grupo de pacientes com Fibromialgia foi associada a um maior alívio da dor. Os autores observaram que os benefícios da “acupuntura individualizada” permaneceram vários anos após o tratamento.

Embora todos os participantes tenham sido diagnosticados com Fibromialgia, foram tratados com sessões de acupuntura individualizada de acordo com os diagnósticos da medicina tradicional chinesa.


"Isso melhora os resultados da técnica, porque, como demonstrado no estudo, o efeito da acupuntura personalizada é muito maior do que a acupuntura padronizada nesses pacientes", disse um dos autores autor, Dr. Jorge Vas, da Unidade de Tratamento da Dor do Centro de Saúde Dona Mercedes, em Sevilha.

O estudo incluiu 164 adultos com Fibromialgia, que foram divididos em dois grupos e fizeram sessões semanais de acupuntura de 20 minutos durante nove semanas. Uma parte recebeu o tratamento real e personalizado e o outro, uma versão placebo (sem agulhas). Os pacientes não estavam cientes de qual grupo faziam parte e, por isso, continuaram a usar o tratamento habitual com drogas.

Os pacientes foram submetidos a exames físicos antes do início do estudo, por dez semanas, seis meses e um ano após o tratamento.

Ambos os grupos perceberam alívio da dor em dez semanas, mas a diminuição da intensidade foi significativamente maior no grupo de acupuntura: 41 por cento com a acupuntura individualizada e 27 por cento com a versão placebo.


Após um ano, o grupo de acupuntura continuou a perceber diminuição da intensidade da dor em 19 por cento, em comparação com apenas 6 por cento no grupo controle.

Os autores concluíram que o tratamento de acupuntura individualizado em cuidados primários em pacientes com fibromialgia mostrou-se eficaz em termos de alívio da dor, em comparação com o tratamento com placebo. O efeito persistiu por 1 ano, e os efeitos colaterais foram leves e infrequentes. Portanto, o uso de acupuntura individualizada em pacientes com Fibromialgia é recomendado.


Referências: [i] Wolfe F. et al “Serotonin levels, pain threshold, and fibromyalgia symptoms in the general population.” The Journal of Rheumatology [01 Mar 1997, 24(3):555-559]. [ii] Harrison S. Geppetti P. “Substance P” The International Journal of Biochemistry & Cell Biology Volume 33, Issue 6, June 2001, Pages 555-576.

Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde

(1) Deluze CH, Bosia L, Zirbs A, Chantraine A, Vischer TL. Electroacupuncture in Fibromyalgia: results of a controlled trial. BMJ 1992; 305: 1249-52

Vas Jorge, Santos-Rey K, Navarro-Pablo R, et al. Acupuncture for fibromyalgia in primary care: a ranodmised controlled trial Acupunct Med 2016; 34: 257-66 (Acessado em 30 de novembro de 2016)


Fontes:

https://www.healthcmi.com/Acupuncture-Continuing-Education-News/1870-acupuncture-fibromyalgia-relief-confirmed

http://www.brasil.gov.br/saude/2017/09/fibromialgia-saiba-mais-sobre-a-doenca-silenciosa-que-causa-dores-por-todo-o-corpo

http://ctcportugal.com/artigos-2/noticias-ctc/fibromialgia/saude-e-bem-estar-livre-da-fibromialgia/

https://www.fibromialgia.com.br/site/noticiadetail/33/acupuntura-individualizada-melhora-as-dores-da-fibromialgia-ate-um-ano-apos-o-tratamento


#Acupuntura #DorCronica #Saude #BemEstar #DoresCronicas #Fibromialgia #Reumatismo #DoencasReumaticas #DorMuscular #DoresMusculares #Fadiga #CansacoMatinal #Ansiedade #Depressao #Estresse #Insonia #AlteracoesDeHumor #DificuldadesCognitivas #TranstornosPsiquicos #Psiquiatria #DorDeCabeca #Analgesico #Analgesia #Inflamacao #Antiinflamatorio #Lupus #Artrite #Serotonina


Leia também:

É Oficial: Acupuntura para Dor nas Costas é Aprovada pelos Médicos

Confirmado o Alívio da Fibromialgia Através da Acupuntura Até Um Ano Após o Tratamento

Acupuntura é Confirmada como um Potente Analgésico

Acupuntura Recupera Pós-Operatório de Fraturas Por Osteoporose

Acupuntura Trata a Dor Cervical

Acupuntura Acalma a Dor na Nuca e no Pescoço Devido à Espondilose Cervical

Acupuntura Alivia Torcicolo, Dor no Pescoço e Cervicalgia

Acupuntura Alivia a Dor no Ombro e a Amplitude de Movimento

Acupuntura Cura a Dor da Epicondilite Lateral, o Cotovelo de Tenista

Acupuntura é Efetiva para o Alívio da Enxaqueca

Acupuntura Alivia Cefaleia e Dor de Cabeça

Acupuntura Reduz a Dor da Neuralgia do Trigêmeo

Confira os benefícios da acupuntura para saúde

Laser Acupuntura Alivia a Dor da DTM / ATM / Bruxismo / Ranger de Dentes

7 condições surpreendentes que você pode tratar com acupuntura

A Acupuntura Cessa Dor do Pulso do Túnel do Carpo, Restaura a Destreza

Confirmado o Alívio da Espondilite Anquilosante com Acupuntura

Rua José Soares Sebastião, 74 - Jardim Marajoara

04671-200 Zona Sul de São Paulo SP

11 94147-3803

 

 

                                11 5523-7350  

  • Facebook App Icon
giphy.gif